21 de julho de 2010

"O homem que não conserva algo da sua infância nunca poderá ser totalmente meu amigo." (Juan Carlos Onetti)

Essa é a minha 1ª gatinha : Pitty ! Ela nasceu em 20 de agosto de 1972 dentro de um guarda-roupa na casa de um colega de trabalho do meu pai. Meu pai era jornalista e esse colega dizia que éramos parentes por parte de gato ! Era uma gata meio selvagem, vivia pelos telhados...passava horas encarando o cachorro de uma vizinha que ficava horas latindo...
Naquela época não existia ração de gatos, ela comia praticamente de tudo, até macarrão ! Seu prato preferido era sardinha, toda 5ª feira minha mãe comprava na feira uma sardinha inteira pra ela ! 
Como não era castrada teve muitas crias...

Um filhotinho da Pitty e eu em 1976. Todos os filhotes dela nasceram dentro dos guarda-roupas !
Em 1981 nós nos mudamos do bairro Cerqueira César para Perdizes em São Paulo e logo ela sumiu de casa...1 semana depois ela apareceu na antiga casa toda suja e machucada !! Nós a trouxemos de volta à casa nova e ela sossegou...
Ela faleceu aos 16 anos quando eu estava grávida do meu 1º filho, acho que percebeu que eu estava prestes a descobrir as delícias da maternidade e já não teria mais tempo para ela...
Minha mãe chegou na 2ª feira e trouxe poucas fotos, algumas de outros gatos que não eram a Pitty, meu pai era apaixonado por fotografia...e gatos, portanto tinha muitas fotos de gatos. Ele viajou o mundo inteiro a trabalho e sempre trazia muitas fotos, uma vez tirou uma foto de uma gato bem parecido com a Pitty em Teerã, capital do Irã e nos disse que era um gato "Persa" legítimo...


Como minha mãe veio para o Festival de Dança trouxe também fotos dela dançando quando jovem. 



Minha mãe se casou cedo e como não seria fácil pra ela viajar para dançar, tornou-se professora de dança.
Eu também tive minha fase bailarina, foram anos de ballet no Stagium e no Ismael Guiser, Ballet Clássico e Jazz...se eu tinha talento, não sei, mas ao menos era magérrima...

16 comentários:

  1. Que delícia este post.
    Me marejou os olhos d´água faxendo-me recordar de coisas da infância...
    Puxa, sua gatinha viveu muuuuuuuuito, por ser uma época em que não se castrava, não se cuidava dos bichinhos tão fechados como hoje!
    Dos meus todos da infância o que durou mais durou só 4 anos, os vizinhos e os cachorros deles se encarregaram de encurtar as suas vidas.
    E aí, a vovó chegou bem em casa! Fez boa viagem!
    Então ela era bailarina, e você também! Que lindo! PARABÉNS!!!!
    Amei conhecer a sua gatinha, e saber que por 16 anos ela foi feliz e trouxe também alegrias a família!
    Beijos, tenham todos lindos dias de recordações, de lembranças saudosas, e muita alegria aí no Festival!

    ResponderExcluir
  2. Adoreeeei o post, muuito linda sua primeira gatinha, e o filhotinho então, fofo demais! Muito legal sua mãe dançando, adorei, eu ia amar se minha mãe fosse professora de dança...rs...eu amo dançar...quando era pequena fiz ballet,depois fiz 4 anos de jazz e dança do ventre dos 15 aos 19, agora depois de adulta, resolvi voltar pra dança do ventre denovo e tb comecei a fazer ballet, fiquei completamente apaixonada, hj eu tenho aula ;-)...bjjj

    ResponderExcluir
  3. Olá, nossa muito lindo seu post, é muito bom ter boas recordações né...Tomara que o Gatinho viva bastante assim uns 16 anos tbbm...rsrs
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  4. Post maravilhoso... Relembrar é viver !

    Bjus, Janice.

    ResponderExcluir
  5. ♥Laís♥
    Que post maravilhoso!
    A Pitty era uma lindesa! Me apaixonei por ela. O 1° bichinho nunca nos esquecemos né?
    Que delícia! Sua mãe está aí! Fala pra ela que mandei um beijo?
    Que moça linda ela era! A 1ª foto ficou MARAVILHOSA!
    Pelo o que você disse no post do Dia das Mães, ela tinha muito talento mesmo!
    Que bom que teve sua fase bailarina!
    Gostava de fazer balett?
    Beijosss ♥Laís♥!!!
    E beijosss para sua mãe!

    ResponderExcluir
  6. Ia esquecendo...
    Feliz dia do Amigo! (Atrasado!)
    Você também é uma amiga muiiiito especial para mim!
    Vamos sempre estar juntas! Torço muiiito por isso!
    Beijosss e tenha um lindo dia!!!

    ResponderExcluir
  7. Que linda a Pitty era!!
    Acho que os filhos puxaram a ela rsrs.
    Toda peludinha e fofa!
    16 anos é bastante tempo mesmo, ela deve deixar saudades e muitas alegrias de lembrança!!
    Você tá linda na foto!
    Nossa sua mãe também está maravilhosa!!
    Achei você parecida com ela!
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Oi Amigos!
    Linda mãe, linda filha, linda gatinha...Lindo post!
    Lambidas múltiplas...

    ResponderExcluir
  9. Este post arrasou, que lindo que linda a sua mãe e a pitty e que lindo que de repente o seu blog Rutha ficou vintage, que eu amo. Parabéns o blog está lindoooo!

    ResponderExcluir
  10. lindas fotos e linda história! eu sempre quis fazer balét... axo q minha mãe foi a unica mãe do mundo q ñ colocou a filha no balet... eu ficava olhando pela janela, de um curso d balét q tinha no predio onde eu morava... desejando estar lá fazendo tb... mas se eu passasse da porta, minha mãe me batia... sempre ficava espiando pela janela...

    ResponderExcluir
  11. Laís querida!!!!!

    Que encanto ler suas postagens... Amei este relato... Pude viajar na sua história!!!
    Já pensou em escrever um livro?
    Você é MARAVILHOSA!!!!!!
    Lambeijos mil,
    Dani, Bob Falcão e Companhia.

    ResponderExcluir
  12. Obrigada do fundo do meu coração por partilhar esta parte íntima da sua vida connosco.
    Lindas fotos,e linda família que você tem.

    Mil beijinhos

    ResponderExcluir
  13. Boa tarde!!!
    Que lindas as duas a gatinha e sua mãe!
    Parabéns!!!
    Tenho um presente pra vc lá no blog corre lá buscar é um selinho!
    Não precisa responder o questionario se não quiser pois não costumo cobrar nada pelos presentes que dou!
    Tudo de bom e um lindo final de semana!

    http://migueleibel.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Que show essa postagem, me identifiquei muito!
    Amei o texto, a frase do início, as fotos... Muito legal mesmo!
    Eu dançei por 7 anos, parei com 14 anos, pois tinha que ganhar dinheiro (trabalhar) e da dança eu ia demorar para colher frutos... Até hoje sou uma bailarina frustrada. rs*
    Mas no início deste ano tive um ato de coragem, procurei pela internet o pessoal que dançava na Companhia Joinvilense de dança - COMDANÇA e no Grupo PAIEE de Dança comigo e achei alguns.
    Voltei a dançar! Um dos meninos que dançava há 10 anos comigo abriu uma Companhia, Grupo de dança Fernando Lima e pra ajudar, eles ensaiam no sábado.
    Por enquanto ainda estou voltando à ativa, aos poucos, mas em breve pretendo voltar aos palcos e ser "eu" novamente.
    Beijos,
    Maricota!

    ResponderExcluir
  15. oi QUE POST LINDO,ASA FOTOS SÃO TUDO.ESTAVA COM SAUDADES DE VCS FAZ UM TEMPINHO Q NÃO PASSAVA AQUI,ME DESCULPE! PARABÉNS PELOS 100 SEGUIDORES QUE VC ATINGIU TÃO RAPIDO EHEM AMIGA!

    ResponderExcluir
  16. Que história incrivel. emocionante. tudo que é sobre gatos me emociona. fazer o q sou assim. heheh.
    Muito linda sua mãe dançando.
    Pq vc tmb não seguiu a carreira??

    ResponderExcluir